Alegria sempre em nossos corações . . . Muita Paz Saúde Luz e Amor .... Alegria sempre em nossos corações  Muita Paz Saúde Luz e Amor

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

A Humanidade encontra-se perdida entre desvarios pela obtenção do sucesso e da fama.




Amigos

A paz de Jesus esteja entre nós!

Inúmeras publicações acerca da mediunidade, foram trazidas a público pelas mãos dos espíritos colaboradores da Seara do Bem. Esclarecedoras, as mensagens e orientações legadas à humanidade, tiveram por objetivo, elevar os seres humanos acima de sua condição de ignorância relativa aos temas espirituais.

Fortemente apegada à matéria e aos condicionamentos por ela impostos, a Humanidade encontra-se perdida em desvarios, lutando muito pela obtenção do sucesso e da fama, do dinheiro e das posses, que para muitos traduzem felicidade.

Afeitos à fuga das responsabilidades, característica dos espíritos infantis, procuram preencher o vazio deixado pela culpa de erros pretéritos, com a aquisição de bens ilusórios. A posse apenas alivia, momentaneamente, o imenso espaço deixado, e que urge ser preenchido pela força do trabalho com Jesus.
Irmãos, só no serviço desinteressado em favor dos mais necessitados, é que podereis superar as enormes dificuldades que criaram para si, pelos desvios morais implantados em seu íntimo.

Sob a tutela de seus Guias e Amigos Espirituais, supervisionados por Instrutores experimentados, são assistidos permanentemente. Devem entregar-se à Seara Mediúnica, como quem se põe a caminho de longa viagem, cujo destino é o encontro consigo mesmo, em condição melhorada, devido ao esforço empreendido, a coragem demonstrada e perseverança determinada.

Mesmo não se reconhecendo como "missionários da Seara Espírita", não negligenciem os pequenos labores de 
socorro aos mais carentes, nem tão pouco ao Cristo, pois é Ele quem lhe concede o trabalho de caridade cristã.

No plano espiritual, jazem, nos charcos do astral inferior, multidões de espíritos carentes de auxilio. Muitos deles, velhos conhecidos seus, e qual não será sua tristeza ao saber que estiveram preparados para socorrê-los e não o fizeram.

Perguntar-se-ão: por que não fiz? Aonde eu estava que não socorri meu amigo, meu filho muito amado de outrora?

E serão levados a ver em sua tela mental, a futilidade e o desperdício com que conduziram uma existência tão importante como esta. Uma encarnação chave.

Obreiros, abracem a mediunidade como trabalho redentor e cada um na medida de suas possibilidades, as forças físicas e psíquicas em favor do trabalho de assistência espiritual.

Confrades espíritas, vocês que receberam a tarefa de conduzir, através dos preceitos doutrinários codificados pelo Mestre Lionês, grupos de trabalhadores, observem o enorme peso de sua responsabilidade, pois é sobre seus ombros que ela recairá, após o desenlace da vida física.

Responderão pelo bem praticado e pelo que poderiam praticar e não o fizeram. Inúmeras criaturas, atraídas pela luminosidade das Casas Espíritas batem à porta, em busca de socorro e alívio, orientação e amparo. Alguns correm para elas, fugindo em meio ao desespero, das horrendas formas pensamento, criadas pelas mentes em desequilíbrio ou pela presença assustadora de milhares de feras deformadas, que envolvem o plano astral ao redor do planeta.

Buscam abrigo e esclarecimento, pois não entendem a avalanche de seres que atormentam todos os que se encontram no "mundo dos espíritos". Se restar em seus corações resquícios de amor ao próximo, abram as portas dos Centros de Caridade e acolham os infelizes e seus perseguidores, aplicando-lhes, como nos ensinou o Meigo Nazareno, as injeções de ânimo e esperança na vida futura, inscritos na codificação do Consolador.

Lembrem que dia virá em que também vocês, vestes rotas, corações aflitos e rostos em lágrimas, poderão estar implorando para que se lhes abram as portas das Colônias e Hospitais Espirituais, Pronto Socorros e Escolas Regeneradoras, em busca de amparo e auxílio.

Enquanto há vida, há trabalho e esperança. Dediquem-se medianeiros, pois se a mediunidade não é missão para vocês, posto que imperfeitos, ainda não são missionários "é tarefa redentora", acima de qualquer outra oportunidade de elevação, capaz de alçar-lhes aos patamares sublimes do Amor e da Bondade.

Vosso irmão e amigo de sempre,



Chico Xavier
GESH – 04/11/2011 – Vitória, ES – Brasil