Alegria sempre em nossos corações . . . Muita Paz Saúde Luz e Amor .... Alegria sempre em nossos corações  Muita Paz Saúde Luz e Amor

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Não se acende a luz para escondê-la



Irmãos, nós vos saudamos em nome da Luz!

A Obra da Criação mora na simplicidade, e na simplicidade servimos ao nosso Pai e ao Mestre Jesus, lançando ao Mundo as sementes da fé na imortalidade da alma.

Um Portal de Luz abriu-se à humanidade, e as lições da vida além da matéria foram trazidas por espíritos amigos, dedicados ao labor espiritual.

Aparato imenso foi mobilizado para favorecer o progresso da humanidade. No entanto, a mente ainda infantil deturpa nossos ensinamentos, levando ao Mundo, práticas distorcidas do Espiritismo.

Irmãos, é na simplicidade que reside a lição da Doutrina dos Espíritos, codificada não por mim, mas por imensa "equipe de trabalho", dedicada a acender a luz do entendimento para a humanidade terrena.

Não se acende a luz para coloca-la sob a mesa; é preciso elevá-la para que todos a vejam e possam, nela inspirar-se para progredir.

Aqueles que acendem a luz, e a colocam no alto, como farol que guia, cumprem a Vontade de Deus, não importando em que religião estejam.

Aqueles que ao "dizerem-se espíritas" escondem a luz, trazem a si, grande responsabilidade, pois colocam-se na contra mão dos desígnios do Pai e no cumprimento de Suas Leis.

Vosso Grupo, irmã Margarida, vem elevando a luz para que muitos a vejam, fazendo aquilo que nosso pequeno trabalho propôs, há tempos atrás.

Por isso, aqui estamos convosco, por encontrarmos na prática da caridade cristã, a prática do Espiritismo que compreendemos e transmitimos a esta humanidade, e que não se encerra em si mesmo, pois como "portal do conhecimento" que é, expande-se cada vez mais, para outros conhecimentos, para além do entendimento das coisas que o homem conhece, abrindo novas possibilidades para a aprendizagem humana.

O Universo é infinito, e a mente dos seres humanos ainda não pode compreender toda sua amplitude, todo seu alcance.

Muito agradecemos, por ver concretizada na época atual, a pureza doutrinária que codificamos, fazendo ampliar os limites da "Doutrina dos Espíritos", para além do que inicialmente o fizemos.

Nossa presença nesta "Aldeia Indígena" cumpre a determinação do Alto, de orientação dos espíritos que aqui se encontram para sua transferência, no momento aprazado, à Cidade Intraterrena, Intraoceânica, como bem sabeis.

Também nossos amigos estarão abrigados em condições de amparo, determinado pela Misericórdia de Deus.

Vimos preparando os grupos que aqui se encontram para compreenderem; e dóceis, receberem-nos de braços abertos, como um irmão deve receber outro irmão.

Não temos encontrado dificuldades ou barreiras em prepara-los; a receptividade e a docilidade com que nos atendem, favorecem muito o entendimento de nossas palavras e as explicações que trazemos para eles.

Também seus "ancestrais", que conosco atuam, muito nos tem auxiliado na interpretação de algumas situações futuras que pretendemos explicar-lhes.

E assim, seguimos no "mundo espiritual", trabalhando como é Vontade do Pai, porque tudo na vida é trabalho, e aquele que se encontra em pleno vigor de suas forças, deve empregar suas energias constantemente, em favor do cumprimento das Leis de Deus.

Quiséramos que nossos confrades espíritas, entregues ao labor cristão, fossem mais dedicados à prática, do que aos estudos doutrinários; pudessem conosco comungar a alegria, a satisfação de assistir e encaminhar tantos irmãos necessitados nessa hora.

Margarida – É uma alegria muito grande meu Irmão, saber que acompanhou nossa pequenina caravana que veio até aqui. A nossa admiração, o nosso apreço, respeito e obediência ao que o Irmão escreveu continuam de pé. Em nome das companheiras que aqui se encontram, muito obrigada, e que Deus continue nos auxiliando e amparando, principalmente nesta fase difícil que a Terra está vivendo, e que vai piorar cada vez mais.

Obrigada meu Irmão, não temos palavras para agradecer o quanto o admiramos.

Allan Kardec – Na simplicidade Deus criou os Mundos e na simplicidade Ele os renovará. A todos os cantos do Planeta Sua palavra será lançada e cumprida.

Na simplicidade a Nova Terra ressurgirá e será habitada, reconstruída e elevada à condição de Terra de Regeneração; porque assim é a Lei de Deus que rege os Universos, e Suas criaturas. Pai de todos os seres, o que nos faz irmãos; e entre irmãos, querida irmã Margarida, não há agradecimentos que sejam necessários. Para nós é alegria estar convosco.

Margarida – Imagine a nossa!

Allan Kardec – Que a paz seja conosco.

Margarida – Hoje e sempre. Não merecemos tanto. Nunca pensei que o Irmão viesse uma dia manifestar-se em nosso pequeno e humilde Grupo Espírita.

Allan Kardec

GESH – 15/12/2012 – Psicofonia – Aldeia Três Palmeiras – Aracruz, ES – Brasil