Alegria sempre em nossos corações . . . Muita Paz Saúde Luz e Amor .... Alegria sempre em nossos corações  Muita Paz Saúde Luz e Amor

segunda-feira, 23 de março de 2015

Servir a Deus é acolher com amor as tarefas



Irmãos e amigos.

Abracei o ideal espírita por encontrar nele as lições que preenchiam lacunas na fé que antes abraçava. Dedicados anos de trabalho e estudo, fizeram-me dócil instrumento do Amor de Deus e, na simplicidade da pesquisa e do estudo das comunicações dos espíritos, fui vislumbrando um novo mundo, repleto das luzes maviosas da Bondade do Criador.

Sem demora, apressei-me em divulgar os novos ensinamentos, esperançoso que amenizassem as dores em multiplicação ascendente no Mundo. Fui duramente criticado, combatido e ridicularizado, por quantos que se deixaram influenciar pelas forças retrógradas, que desde muito tempo procuram interferir nos destinos da Terra, e por outros tantos ignorantes.

Contudo, uma vez acesa, a chama da verdade não se apaga jamais, pois ela mesma representa o Puro Amor de Deus. Por isso, disse-nos o Adorado Jesus: "Eu sou o Caminho, Verdade e Vida."

Sobrevivendo a todo o antagonismo, a Doutrina dos Espíritos atravessou o tempo trazendo à humanidade esclarecimentos, conforto, esperança e compreensão. A compreensão é adubo da fé, que pela ação da luz doutrinária vem robustecendo as raízes frágeis dos decaídos, que começam agora a erguer suas frontes diante da Claridade Maior, sem temê-la.

A aceleração dos acontecimentos que culminaram com a Codificação da Doutrina Espírita deveu-se ao período doloroso que aguardava a humanidade. Eis que esse período chegou, e evidencia-se a cada dia, lançando sobre as mentes humanas um véu de desesperança.

Conforme programado, os ventos fortes que agora avançam não são suficientes para derrubar as raízes firmes da Doutrina Espírita e seguindo o princípio da Lei da Evolução, novos conhecimentos são legados à humanidade para que compreenda, aceite e se entregue ao Plano Maior com resignação e confiança, pois "aquele que procurar salvar-se, perder-se-á".

É hora de vos dedicardes ao auxílio recíproco, de estenderdes a mão, no aprendizado tardio do amor ao próximo, lição ministrada pelo Mestre Nazareno e que negligenciastes em favor dos instintos e tendências que possuís. O abandono de si requer compreensão profunda da Vontade de Deus e entrega verdadeira do espírito altruísta.

Sobre todos os acontecimentos presentes, reina soberano o Amor de Deus, ofertando à humanidade terrena novo conjunto de conhecimentos doutrinários que complementam e fazem avançar a mente humana.

Servir a Deus é acolher com amor as tarefas legadas a cada um, almejando suplantar-se nas deficiências e impropriedades que trazemos. Como colaboradores das Forças da Luz devemos, em primeiro lugar, aceitar as Verdades Superiores em nossos corações para só depois abraçá-las, conduzindo nossos atos no testemunho de fé e resignação, capazes de mover montanhas.

Que a paz de Jesus esteja em vossos corações.

Allan Kardec
Hippolyte Léon Denizard Rivail

GESH – 13/02/2015 – Vitória, ES – Brasil