Alegria sempre em nossos corações . . . Muita Paz Saúde Luz e Amor .... Alegria sempre em nossos corações  Muita Paz Saúde Luz e Amor

terça-feira, 19 de abril de 2016

Doença que cura




Paz entre irmãos!

Bendizei aquela que chega com seu cortejo de choros e lamentos. 

Vem trazer-vos a boa nova de renovação, que não tarda além do programado.

Intensa, atua como revelador fotográfico que mostra, no corpo, as marcas negativas da alma. Os órgãos, abençoados receptáculos, armazenam as energias em desalinho, sobrecarregando suas células dos miasmas deletérios, as quais sucumbem diante da total desarmonia enfrentada.

Ódios, mágoas, ciúmes, invejas, orgulhos e egoísmos, generosamente cultivados no passado e no presente, encontram um caminho de saída, expulsos pela Centelha Divina, que irradia sua luz de dentro para fora, em plena comunhão com o pulsar do Amor Universal. Expulsa, do templo sagrado da alma, tudo que a impede de elevar-se, obedecendo ao fluxo natural da vida, que é a Lei do Progresso.

Ao expulsar do corpo tão densa e indesejável carga, sofre o ser, sentindo-se rasgar pelas adagas afiadas de suas próprias ações invigilantes. Nada, nem ninguém, pode acusar, pois a dolorosa colheita é fruto unicamente de sua indevida semeadura. Chora de dor, uma dor amarga, que o busca para os reajustes necessários. 

Aceitando a doença dolorosa com resignação, o ser avança na esteira do tempo, elevando-se no campo da Criação e, uma vez terminada a drenagem dolorosa e estando limpa a alma, esta, libertada, alçará novos patamares evolutivos.

Na revolta, o homem colhe o fruto amargo do despreparo e da ignorância; sofre e chora, combate e se esvai em forças. Contudo é derrotado por si mesmo e condenado pela lei da vida a retomar a caminhada desde o início, pois conforme instruiu o Mestre dos Mestres, devereis restituir até o último ceitil de vossas dívidas.

Cultivai a paz e vivereis em paz; cultivai o amor e os doces frutos do amor farão vossas vidas fartas de alegrias; cultivai a benevolência, então a misericórdia e a compaixão jamais esquecerão vossos endereços; cultivai o perdão e o peso de vossas culpas será aliviado; cultivai a humildade e nunca mais reconhecereis a dor como inimiga vossa, capacitando-vos para recebê-la e em sua presença viver com a dignidade de sempre amar a Deus, sobre todas as coisas e fazer ao próximo aquilo que faríeis a vós mesmos. Quando compreenderdes e praticardes esses preceitos, então estareis curados.

Ele, o Médico Excelso de nossas almas é que vô-lo promete.

Que a paz habite entre nós

Nicanor
GESH – 25/02/2016 – Vitória, ES – Brasil