Alegria sempre em nossos corações . . . Muita Paz Saúde Luz e Amor .... Alegria sempre em nossos corações  Muita Paz Saúde Luz e Amor

quinta-feira, 31 de maio de 2018

SÍNDROME DO PÂNICO X MEDIUNIDADE


SINDROME DO PÂNICO X MEDIUNIDADE

quinta-feira, 24 de maio de 2018


Desde a adolescência, sofri muito com a Síndrome do Pânico. 
Meu conhecimento sobre o tema, é fruto de minha experiência e busca pela cura.

Naquela ocasião, quase não se falava sobre o assunto. Havia pouca pesquisa e muito preconceito. Por isto,  tive grande dificuldade para encontrar informações  que me ajudassem a  compreender o que se passava comigo. Já faz mais de trinta anos que tudo começou e hoje posso afirmar que foi um caminho de estudos e aprendizado sobre a síndrome, as causas e o tratamento mais adequado. Entender a dinâmica que envolve não somente a síndrome do pânico, como também tantos outros transtornos psicológicos, que acometem cada vez mais pessoas, gerando desconforto, sofrimento e prejudicando a qualidade de vida.

Taquicardia, falta de ar, dor ou desconforto no peito, formigamento, tontura, tremores, náusea ou desconforto abdominal, embaçamento da visão, boca seca, dificuldade de engolir, sudorese, ondas de calor ou frio, sensação de irrealidade, despersonalização, sensação de iminência da morte.

A psiquiatria trata os sintomas com medicação antidepressivos e ansiolíticos junto à psicoterapia. As crises repetidas desses sintomas desagradáveis podem acontecer a qualquer instante sem nenhuma explicação aparente e se diferenciam de uma fobia que é caracterizada por um temor específico.

As crises de pânico estão associadas a um alto e constante grau de ansiedade. Entretanto, não basta ser ansioso para desenvolver o transtorno. Outros fatores devem ser observados na homeostase multidimensional do ser.

Sabemos que hoje vivemos uma vida mais agitada e estressante. Excesso de informações e uma corrida conta o tempo. A cultura do imediatismo e a busca por controle promovida pelo medo constante.  Nesta luta contra as adversidades e imprevisibilidade da vida, tornamo-nos ansiosos.

Cada um de nós tem seu modo particular de lidar com a ansiedade e o corpo nos responde por meio do metabolismo. Importante reconhecer que somos responsáveis pelo que pensamos e sentimos e que o corpo acredita naquilo que enviamos a ele como mensagem. Numa situação de perigo real ou imaginário, o sistema endócrino é ativado, pelo cérebro límbico, liberando os hormônios responsáveis por preparar o corpo a reagir  lutando ou fugindo. A adrenalina e o cortisol provocam a sintomatologia do pânico.

Precisamos nos sentir seguros e queremos controlar todas as coisas, mas a síndrome do pânico, não tem relação com nenhum fator estressante específico, ela se dá a qualquer momento, sem explicação sobre sua origem. Este é o grande  mistério para a ciência. Pode-se dizer que a síndrome é uma reação crônica em que o corpo já não consegue controlar o estresse. Porém, abre-se uma lacuna, como páginas de um livro que não foram escritas. Não há como explicar o ser humano apenas pela simplória e limitante crença materialista.

Pela ótica transpessoal, temos uma abrangente compreensão das causas , do processo que desencadeia as crises de pânico e da metodologia e técnicas para a cura. Sim, o transtorno do pânico tem cura!

Somos seres constituídos por emoções, sentimentos, pensamentos. Cada “parte” desse sistema que nos compõem tem sua representação energética condensada em nossa aura. Somos energia e Einsten demonstrou cientificamente  que toda matéria é energia condensada.

Além do corpo físico, somos a expressão de nossos corpos sutis: vital, emocional ,mental e espiritual. Guardamos um repertório de vivências desta e de outras vidas,  que resultam em nossa condição energética atual, impressas em nossos corpos.

Cada pessoa possui sua estrutura energética conforme seu padrão vibratório, que reflete em sua fisiologia e parafisiologia (O termo “parafisologia” se refere aos corpos sutis.). A integração entre corpo físico  e corpos sutis  determinará o grau de sensibilidade de cada ser aos estímulos da vida terrena e extra-corpórea.

A síndrome do pânico é comum entre pessoas com alto grau de sensibilidade, aos médiuns mais aflorados. A mediunidade de incorporação e psicofonia explica a sensação de despersonalização e morte iminente. Há um afastamento ou descompensação vibratória entre seus corpos físico e sutil.

A mediunidade é comum a todos nós, porém algumas pessoas são mais “abertas” às influências energéticas e espirituais, devido sua parafisiologia . Os espíritos se aproximam do médium e ele sente em seu corpo físico a alteração metabólica, acionada pelo sistema endócrino. Alguns médiuns são “hipersensíveis” às emanações fluídicas de outros espíritos, de objetos e ambientes. Sem nenhum conhecimento e consciência se tornam joguetes das influências alheias.

A nível psicológico, podemos dizer que, quando nos sentimos depressivos, descontentes, magoados, mal amados e não temos um suporte suficiente para nos libertar das amarras do vitimismo, podemos provocar a nossa despersonalização e descompensação vibratória, porque nos sentimos infelizes com nossas vidas, com o que somos. É como se fugíssemos de nós mesmos e da vida. Perdemos nossa conexão com a Terra. Tornamo-nos alvos fáceis das energias negativas que desestruturam e desequilibram, sofrendo os ataques energéticos que resultam nas crises de pânico.

A despersonalização é uma sensação de estar enlouquecendo, perdendo a identidade, a pessoa sente que não é mais ela mesma. Essa sensação é a perda temporária de seu ego, sua identidade pessoal nesta vida. Por isto provoca o medo da aniquilação. Perder a consciência de si é como a morte do ego.

Os esquizofrênicos lidam com a despersonalização de uma forma muito corriqueira. O limite que separa a esquizofrenia da mediunidade desenvolvida, é que o médium bem treinado, conscientemente deixa que sua personalidade se afaste um pouco para que outros espíritos se manifestem e com total controle do episódio, quando quer, pode voltar a si, após terminar a canalização.

Os medicamentos alopáticos apenas entorpecem os sentidos mais sutis e não curam. além de criarem dependência física e psicológica.

O uso de drogas, as crises de violência e raiva e alguns traumas também podem fazer surgir a síndrome, além dos ataques obsessivos de espíritos sofredores desencarnados.

Relevante notar que seja qual for a causa, ela sempre provocará um rasgo no véu fluídico que nos separa do mundo espiritual, que é um tipo de  tela etérica protetora que impede esta conexão descontrolada.

O tratamento para a cura da  Síndrome do Pânico, na visão transpessoal, tem como base o reequilíbrio do ser integral e multidimensional, visando os aspectos físicos, energéticos, emocionais, mentais e espirituais que compõem o homem-espírito. Psicoterapia transpessoal, manipulação energética para harmonização dos chacras e da aura como um todo. Autoconhecimento, entendimento dos estados alterados de consciência, yogaterapia, educação mediúnica. Compreensão do ser integral e transformação vibratória.

Na mediunidade desequilibrada, sintonizamos o mundo sutil, com as emanações fluídicas mais grosseiras dos espíritos que se encontram em sofrimento e de outras influências energéticas que sensibilizam a aura. À medida que amadurecemos, vamos acessando as emanações mais sutis dos nossos guias espirituaise aprendemos a manipular as energias sutis. lembrando que todos somos médiuns e interagimos com as energias das diversas camadas dimensionais.

A mediunidade, ou sexto sentido, apesar de ser tratada nos centros espíritas, não pode se restringir ao âmbito religioso. Ter mediunidade não significa compromisso religioso. Os desequilíbrios mediúnicos precisam ser desmistificados e tratados de forma integral.

Eu prefiro chamar a Síndrome do Pânico como Descompensação Vibratória que produz uma série de sintomas associados aos centros nervosos e chacras, influenciando todo o sistema endócrino e a liberação hormonal.

Para os médiuns que já nascem com essa peculiar composição, a cura significa o amadurecimento mediúnico, pelo caminho do autoconhecimento e das práticas transpessoais.

Sem nenhuma conotação religiosa, a descompensação vibratória e a mediunidade são um fato que precisa ser corajosamente enfrentado; não com medicamentos, mas com amor e transformação pessoal. O planeta está evoluindo e chegará um tempo em que a humanidade compreenderá a si mesma e sua multidimensionalidade de forma natural.

Hoje, tenho segurança mediúnica e maturidade para compreender a grandiosidade que há além dos preconceitos médicos e suas limitações materialistas.

O sexto sentido, é um dom divino. O desconhecido nos causa medo, porém, o enfrentamento e o entendimento sobre a mediunidade traz luz ao que antes era obscuro. Através do estudo, da prática e da conscientização, sem preconceitos materialistas e dogmatismos religiosos, tomamos o domínio de nós mesmos e de nossa potencialidade para sermos felizes e saudáveis.

Namastê!


Autor: Colunista do Site O Segredo
Veja mais Artigos Aqui

terça-feira, 22 de maio de 2018

HORA DE ESCOLHER



HORA DE ESCOLHER
Por Jenny Schiltz
21/05/18

Muita coisa está mudando e rapidamente. É como se trabalhássemos um aspecto do self, medos, dúvidas ou preocupações, apenas para que isso nos seja mostrado novamente em um nível mais profundo. Desta feita, diz respeito à mudança, mas o tema subjacente é que podemos confiar e permitir que as mudanças fluam. Podemos estar em um lugar de rendição e de criação ativa, ao mesmo tempo?


Há um desdobramento acontecendo. Estamos nos abrindo como uma flor, desabrochando para tudo o que somos. É um momento em que nos pedem para deixar de lado tudo o que pensamos e sabemos. Somos solicitados a confiar completamente em nós mesmos, em nossa alma, e não deixarmos que as distrações mundanas nos façam perder o foco. A expressão: “Mantenham os olhos no prêmio” fica soando em minha cabeça toda vez que me afasto do meu centro.

A outra palavra que surge no centro é ESCOLHA. Escolher o que queremos para nossas vidas. Escolher como queremos retribuir. Escolher em que queremos nos concentrar. Escolher com quem queremos estar. Essa palavra pode ser empolgante e terrível, ao mesmo tempo. Porque com ela podemos ousar sonhar em todas as possibilidades. Todavia, é com o pleno conhecimento de que nossa vida é nossa criação, nossa responsabilidade e nossa plataforma para o crescimento da alma.

É a compreensão de que eu sou a pessoa mais poderosa no meu universo e vocês são as pessoas mais poderosas no seu. Quando vislumbramos o que escolhemos para a nossa vida, nos propomos cenários, pessoas e lugares que nos ajudam a definir o que queremos e o que não queremos. Quanto mais camadas tivermos com programações e crenças que não se alinham com o nosso verdadeiro eu, mais vamos experimentar e ver demonstrado aquilo que não queremos para as nossas vidas.

Enfrentar o desmoronamento do que pensávamos que queríamos, quem pensávamos que éramos, ou até o que definíamos como necessário, pode ser muito doloroso e estressante. Pode parecer que tudo ao seu redor está desmoronando, mas se olharem detidamente, vão ver que, embora a estrutura possa parecer bela, na realidade, era apenas um castelo de cartas. Quando algo está em alinhamento com a sua alma e o seu crescimento, ele adere. Não mudará até que demonstre o que vocês precisam aprender ou até que não esteja mais ajudando em sua evolução.

O lugar mais doloroso para se estar nessas energias é em um lugar de resistência. Quando lutamos com o fluxo da energia do que é, é como tentar ficar parado em um rio revolto. Dói e podemos nos sentir espancados e machucados. Também nos prende firmemente a uma realidade que não é mais do nosso interesse mais elevado. É quando permitimos que do fluxo rio nos leve, que nos abrimos para uma mudança milagrosa. Não temos que gostar de nossa situação atual, mas precisamos aceitá-la e perceber o crescimento que nos proporciona.

Fisicamente estamos por todo o lugar

Para muitos, o processo de ascensão realmente foi incrementado. Para mim, parece que o meu corpo está trabalhando em dobro para alcançar o lugar em que minha mente e o meu coração já estão. Estou ouvindo muitos clientes se queixarem de dor na parte inferior das costas, nos quadris e nos pés. Esses são os pontos de fundação, à medida que fomos removidos de uma rede e nos ligamos a outra, podemos sentir dor nessas áreas, enquanto a forma deseja atualizar-se e ancorar.

O sono também enlouquece, enquanto passamos por esse processo. A energia que entra também está causando muitos problemas digestivos, inclusive inchaço. Dores de cabeça, principalmente nas têmporas também são comuns. Centralização, hidratação e minerais, tais como magnésio, sais celulares e vitaminas do complexo B são fundamentais.

Passem bastante tempo do lado de fora, e ao sol. Os membros do reino elemental são curadores mestres que detêm o Projeto Divino Original. Quando passamos algum tempo na natureza, podemos receber a cura, e, quando nos conectamos aos elementais, nos conectamos ao projeto original a que todos estamos retornando também.

Mentalmente e Emocionalmente

Padrões muito profundos estão vindo à superfície para serem completamente sanados. Aqui, novamente, devemos ESCOLHER. Reajo como sempre fiz ou me conecto ao meu coração e descubro um novo caminho?

A vitimização, a culpa e a incapacidade de perdoar vai literalmente criar sérias disfunções internas e “lá fora”. A ansiedade e a depressão são muito comuns e podem variar de leves a graves. Se estiverem com sintomas graves, procurem ajuda. Tudo isso pode ser muito devastador.

Estou constatando que se uma onda de ansiedade me dominar, posso me acalmar e observar meus pensamentos. Quando faço isso, descubro onde eu estava fora do alinhamento com a minha alma, o que é a maior causa da ansiedade. Ao observar o que está vindo à tona para ser visto, posso então me realinhar ativando meu coração e falando a minha verdade.

Muitos estão lutando para se manter centrados e presentes. Isso é especialmente verdadeiro para aqueles que estão descobrindo ideias para futuros projetos e criações. Realmente requer habilidade para se estar presente e criar o novo sem se conectar à ansiedade associada ao desconhecido.

Embora esta pareça ser uma transição particularmente intensa e difícil, saibam que estamos recebendo muita ajuda de todos ao nosso redor. Isso inclui os alinhamentos planetários, o sol, as tempestades solares, os portais, as explosões gama, a ressonância Schumann, os anjos, os mestres e os guias.

Tudo está conspirando para nos ajudar a ser a melhor versão de nós mesmos. Uma vez que as pessoas sintam isso no âmago, vão deixar de sentir que as coisas estão sendo feitas para eles, e sim que todas essas coisas os estão ajudando.

O que é necessário agora:

Minha equipe de orientação me explicou que o maior problema neste momento é que as pessoas não estão em seus corações e sim em suas cabeças. Explicaram que os códigos de luz e as ativações passam rapidamente pelo centro cardíaco. Se a pessoa estiver fechada será incapaz de executar os programas.

Pensem nisso, assim: os códigos que entram estão no CD. Funcionam muito bem se vocês tiverem um dispositivo para reproduzir o CD, mas se tiverem apenas um toca-fitas, então não vão poder executar a programação de luz mais elevada. A única maneira de fazer a atualização de um toca-fitas para um dispositivo para CD é por meio do coração.

Para levar isso adiante, eles me mostraram a coluna vertebral humana. Os discos da coluna realmente contêm a programação. Não é uma coincidência que são chamados de discos. A antiga programação na Terra, de falta, medo, sacrifício, patriarcado, ganância e dominação estão se tornando obsoletos. Esses programas continuarão a ser executados, mas não serão mais apoiados.

O que isso significa é que aqueles que executarem os programas antigos, sem abrirem os seus corações, constatarão que as suas formas começarão a falhar. Eles me exibiram uma coluna vertebral humana desmoronando-se, visto que não é mais apoiada. É como ter um carro antigo cujas peças de reposição não estão mais disponíveis. Isso fez todo sentido para mim, porque em algumas sessões com os clientes, fui orientada a ajudar na atualização dos discos da coluna vertebral.

Todos os códigos de luz que chegam são desembalados, executados e processados, se vocês quiserem de coração. É por isso que estar centrado no coração e trabalhar de modo consistente nas coisas internas, que nos impedem de abrir nossos corações ao máximo, é essencial. (Isso não significa que aqueles que estão enfrentando problemas de saúde não estejam com o coração aberto, uma vez que o processo de ascensão por si só pode criar muitos problemas de saúde).

Quando perguntei por que as pessoas não estão se abrindo para as frequências, eles me mostraram o humano “adormecido”, que está tão aprisionado na rotina cotidiana e cheio de substâncias químicas, programações e temores. Mostraram-me como camadas empilhadas em cima do ser humano, enterrando a alma e obscurecendo a conexão que deveria ter com eles.

Perguntei o que poderia ser feito para ajudar e disseram-me que cada alma desperta pode ajudar não só reagindo ao mundo a partir de um lugar de vibração elevada, mas também pela intenção.

Compartilharam comigo as seguintes palavras:

“Peço para ser um canal de luz da Fonte e do amor incondicional neste Planeta. Que todos os lugares aonde eu vá, e todos com quem eu entre em contato, sintam o poder do amor incondicional e abram os seus corações. Que eu possa lembrá-los da sua mais elevada vocação e potencial. Que eu possa ser o catalisador do despertar do outro por ser a mais elevada expressão de mim mesmo”.

Ao ler essas palavras, sintam o poder delas. Não é que tenhamos que informar ou educar os outros, é que simplesmente possamos pedir para ser a centelha que desperte a lembrança no outro. Para os que estão começando o processo, isso pode proporcionar um impulso energético muito necessário, como um ‘toque aqui’ para que a alma esteja próxima de alguém que seja um canal.

Para os que ainda não começaram, pode ser a centelha para ajudá-los a selecionar as camadas e abrir os seus corações. Venho utilizando essas palavras nas minhas intenções matinais e constato que cada vez um sentimento de paz e amor abençoados flui por meu intermédio.

Espero que essas palavras os encontrem bem e descobrindo o seu verdadeiro self cada vez mais. Saibam que o Criador é grato pelas expressões que vocês são. Cada um de nós detém as notas de uma sinfonia gloriosa, cada uma importante, cada uma necessária. Envio a todos vocês muito amor e força, enquanto prosseguimos nesta jornada. A mais profunda gratidão a todos os que compartilham este trabalho.

Jenny

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
Direitos Autorais: Site original: www.channelingthemasters.wordpress.com
Copyright 2018, Jenny Schiltz – Se repassar, por favor, mantenham a integridade desta informação exatamente como se encontra aqui e incluindo todos os links acima e os links da publicação original.
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com
Grata Ivete!

LUZ!
STELA
Fonte: 

segunda-feira, 2 de abril de 2018

A ressureição de Jesus

Amados filhos do Supremo Criador, eu sou Seraphis Bey. 
Canal – Luciana Attorresi

A palavra ressurreição, na sua grande maioria das vezes, é ligada à Cristo, à Bíblia, mas ela é muito mais
do que isso, quero explanar de maneira ampla e profunda sobre esse assunto.
Quando alguém diz ressurreição, logo todos pensam em Cristo, que pela história bíblica foi o único que
 ressuscitou depois da morte. Esse também é um dos motivos pelo qual a Páscoa ainda existe no Ocidente, 
porque Jesus Cristo, ressuscitou e foi de “corpo e alma para o céu”.
Quero fazer uma pequena parênteses nessa explicação.
Se nas dimensões mais elevadas a fisicalidade não existe, porque Jesus Cristo precisaria de um corpo 
para ir para o céu?
Jesus, um ser que habita nas dimensões elevadas, que já existia muito antes desta encarnação, qual 
seria a serventia para ele ” levar consigo” o seu corpo?
Jesus que gostava de ser um homem no meio do povo, ao ponto de se denominar “o Filho do homem”,
 porquê na sua morte faz algo que o separaria das outras pessoas?
A ressurreição foi imposta nesse caso, como algo que somente Jesus conseguiu fazer, e que mesmo que
você fosse “bom e amoroso”, jamais conseguiria chegar ao seu nível. Grande parte da credibilidade da 
história de Jesus, está ligado o fato que depois de morto o seu corpo sumiu e ele reapareceu dizendo 
que iria ao céu, e estava com o seu corpo físico.
Mas a verdade é que Jesus fez uma obra muito maior, apesar que muitas escrituras tenham sido 
comprometidas, a assinatura energética dele, está ali, e é por isso que a sua mensagem não foi cancelada
 da memória de vocês.
Jesus Cristo ressuscitou? Sim, claro! Assim como todos que fazem a passagem, depois de cada
 encarnação.
Todos que encarnam, fazem as suas passagens e depois ressuscitam em um outro plano, em uma outra 
dimensão.
A ressurreição é uma passagem “obrigatória” pois todos quando sai de um plano dimensional, entram 
em um outro, porque vocês não morrem jamais.
Nos últimos séculos aqui na Terra, por causa da Bíblia, essa palavra tem um sentido de separação: se 
você não ressurgir você não tem garantias de que irá continuar “lá outro lado“.
Isso abriu a porta que trouxe a dúvida se a vida realmente continua, e com isso as pessoas começaram
 a ver essa vida como a única chance de viver, então é como se tivesse plantado dentro das vossas 
consciências a “morte definitiva”.
Antes que fosse difundido o “ensinamento” bíblico no planeta, as pessoas tinham certeza que a vida 
continuava, as religiões mais antigas dizem isso abertamente. Por mais que elas digam, muitas vezes que 
existe céu e inferno, mesmo assim elas dizem também que esse momento aqui neste planeta, não é o 
único, que você viverá mais e mais, até a eternidade.
A própria palavra eternidade também tem um sentido de desconforto para as pessoas, pois elas não
 sabem se orientar sem o tempo, e ao falar em eternidade, o tempo fica completamente sem sentido,
 levando a vossa consciência ao estado de desorientamento profundo, até chegar ao ponto que a dúvida
 se existe ou não vida depois da morte, se torna uma espécie de escudo protetor para essa desorientação
 que a eternidade trás.
Na classificação geral, a ressurreição vem em primeiro lugar, entre as coisas que não acontecerá para 
uma pessoa “comum”.
Esse é o programa instalado na maioria das pessoas no Ocidente:
”Somente Jesus Cristo ressuscitou“.
E isso fica sendo uma prova que você não é como ele, que você não poderá jamais fazer o que ele fazia,
 jamais poderá ser sentar “ao lado direito de Deus”.
A palavra ressurreição ativa um complexo programa de crenças na consciência de vocês.
Por isso que muitos trabalhadores da Luz que já estão despertos, continuam a colocar Jesus Cristo 
como um Ser acima de todos os “homens”, pois na consciência deles, ele fez algo que ninguém consegue 
fazer, logo ele com certeza é um “Ser especial”.
Estou dizendo todas essas coisas para que vocês entendam, amados filhos, que Jesus Cristo veio fazer a 
mesma coisa que vocês, experienciar, trazer Luz e amar a todos.
Ele não se sacrificou por ninguém, assim como vocês não devem fazer.
A busca em ser Luz para humanidade, é uma estrada de amor e aceitação, jamais de sacrifício ou dor.
 Jesus Cristo não se vê maior do que vocês, em momento algum, então não faz sentido que vocês
 vejam-o deste modo.
Ele é um Ser amoroso que emana amor o tempo todo para vocês, assim como tantos outros Seres. 
Jesus foi a manifestação Crística daquela época, que abriu caminho para que o amor pudesse criar 
raízes por aqui, mas não foi ele quem inventou a separação através da palavra ressurreição, e nem
 foi ele quem ensinou as crenças que essa palavra desperta.
Mas agora quero falar o que significa realmente a ressurreição.
A ressurreição é ressurgir para vida.
Se essa verdade tivesse sido ensinada, vocês não teriam criado o medo da morte, porque saberiam 
que irão ressurgir para vida depois da passagem. Um dos grandes atributos do raio ao qual eu pertenço,
 o branco, é a ressurreição. E vejam que no raio também existem atributos como a paz e o equilíbrio, 
todos eles significam a mesma coisa, vida.
O Raio Branco vos ajudar a viver de maneira intensa, aproveitando cada segundo para serem felizes e 
iluminados.
A ressurreição acontece sempre que vocês encontram o equilíbrio e a paz, então vocês compreendem 
que a ressurreição não tem a ver com a morte, mas sim com a vida.
Todas as vezes que vocês desejam mudar completamente as nossas vidas, na verdade estão querendo 
equilíbrio, paz e ressurreição. Isso acontece exatamente nesta ordem, e quando a vida realmente muda, é 
porque vocês passaram pela primeira fase, passaram pela segunda e chegaram finalmente a ressurreição.
 Vocês então entram em uma frequência totalmente diferente da anterior e se descobrem em uma nova 
etapa, cheia de luz e novas experiências.
Amados filhos do Supremo criador, deixem de usar as crenças da separação que vos foram ensinadas, 
e despertem para a unicidade, onde todos são iguais e que todos podem despertar para uma vida 
completamente diferente quando quiserem. Tudo começa na busca pelo equilíbrio.
Vocês são como as tartaruguinhas na beira da praia, mesmo que elas não saibam muito bem o que 
está acontecendo, ela sabem para onde querem ir e seguem sempre em direção ao mar.
Por mais que vocês achem que estão perdidos às vezes, vocês estão indo sempre em direção a 
ressurreição, que é a vida que vocês desejam, cheia de luz e amor.
Eu vos abençoou com o Raio Branco.
Eu sou Seraphis Bey – Grande Fraternidade Branca
(Nota Gilberto – Leia também “A Verdadeira História de Jesus Cristo / Sananda” – 
Baixe o livro “De Belen al Calvario” de Alice Ann Bailey)
Fonte – Trabalhadores da Luz

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

O melindre na casa espirita

|
Rafaela Paes
Todos os círculos da vida humana onde se convive com pessoas sofrem com peculiaridades que nascem do orgulho e do egoísmo de seus participantes. Não seria diferente na Casa Espírita nossa de cada dia.

Os dicionários trazem a definição de melindre como sendo a delicadeza no trato, cuidado para não magoar ou ofender por meio de palavras ou obras. Entretanto, no dia-a-dia, esse significado varia em decorrência de quem o visualiza. Se quem o olha é aquele que provocou o melindre, conceitua-o como uma suscetibilidade exagerada; já se for aquele que se melindrou, a definição incorre no sentimento de uma justa indignação, de uma injustiça e de autopiedade.

Não, o presente artigo não é um meio para tecer críticas às Casas Espíritas nem aos seus trabalhadores, mas apenas um alerta: Abel Glaser, pelo Espírito Cairbar Schutel, no livro “Fundamentos da Reforma Íntima”, demonstram que o egoísmo e o orgulho são as bases de todas as imperfeições do ser humano. Representam o princípio elementar de toda doença sentimental, emocional e psicológica. São fontes dos males que abraçam a humanidade.

E como o melindre se faz presente na Casa Espírita? Exemplifica Francisco Aranda Gabilan, no artigo “Melindre: A Síndrome do Orgulho Ferido que: É o médium que não se conforma com a análise direta feita por companheiros estudiosos, quando ele, ao receber os Espíritos, bate os pés, as mãos, fala alto demais, repetitivamente, com linguagem às vezes inadequada, etc. Melindra-se e não aceita as observações e conselhos, retirando-se do trabalho ou isolando-se na crítica à Casa e seus dirigentes. É o expositor que não cumpre os horários, nem o programa, que desvia sempre do assunto da palestra ou da aula, descambando para análises outras, não raro pessoais ou sem importância doutrinária, e que não aceita as recomendações da direção de manter-se fiel ao programa ou à conduta em classe ou na tribuna, melindrando-se com facilidade, afirmando que “nessa etapa da vida” não está mais para ouvir críticas “especialmente de quem sabe menor e é muito mais moço”... É o dirigente de área da Casa que se julga autossuficiente em tudo e não aceita conselhos e recomendações para melhoria do setor, ameaçando retirar-se, entregar o cargo, exigindo se promova reunião de Diretoria para ouvir suas reclamações. É o diretor que tem sua proposição refugada e se sente desprestigiado, desaparecendo das reuniões e das assembleias. E até mesmo o doador de donativos, cujo nome foi omitido nos agradecimentos, magoando-se e fugindo a novas colaborações”.

São muitas as situações dentro da Casa Espírita que podem suscitar o melindre. Na maior parte das vezes, ela nasce da divergência de opiniões, dos nãos que se recebe ou se dá... É orgulho... É egoísmo. Mais uma vez Cairbar Schutel, no livro citado anteriormente, demonstra que:

“Outro ponto fundamental para a renovação do âmago é cada um controlar com isenção de ânimo o natural desequilíbrio que rege as relações humanas. O homem é um ser que tende ao protecionismo e, consequentemente, à injustiça [...]. O mesmo critério que utiliza para avaliar a ação do seu semelhante deve o encarnado usar para consigo [...]. Quanto à reforma íntima, precisa a pessoa exercitar o equilíbrio dos seus julgamentos. O indivíduo deve saber avaliar: se o critério – e o rigor – utilizado, ainda que exagerado ou não ideal, for equânime (para si e para o outro), já é um bom começo [...]. Não se nega a ninguém o valor de um conselho bem dado nem de uma observação bem feita, na hora certa, com a devida pertinência e de forma fraterna. Quer-se, no entanto, que essa mesma sugestão ou crítica – quando lhe é dirigida – seja bem recebida e criteriosamente analisada”.

Sendo assim, entende-se, de forma resumida, que da mesma forma que se emite opiniões e sente-se propenso a tecer críticas e comentários, deve-se estar abertos para receber opiniões, críticas e comentários. Se quem recebe, ou se nós mesmos, ao recebermos, reagirmos de forma negativa, aí se verifica o melindre. Saber conviver com as diferenças em todas as suas nuances é exercitar a reforma íntima, é evoluir, é se amar e amar ao próximo.

Por fim, para concluir de forma esclarecedora e rica, aduz O Livro dos Espíritos:
Questão 917 – Qual o meio de se destruir o egoísmo?

Resposta – De todas as imperfeições humanas, a mais difícil de desenraizar-se é o egoísmo, porque ele se prende à influência da matéria, da qual o homem, ainda muito próximo da sua origem, não pode se libertar, e essa influência concorre para o sustentar: suas leis, sua organização social, sua educação. O egoísmo se enfraquecerá com a predominância da vida moral sobre a vida material e, sobretudo, com a inteligência que o Espiritismo vos dá de vosso estado futuro real e não desnaturado pelas ficções alegóricas. O Espiritismo bem compreendido, quando estiver identificado com os costumes e as crenças, transformará os hábitos, os usos e as relações sociais. O egoísmo se funda sobre a importância da personalidade; ora, o Espiritismo bem compreendido, eu o repito, faz ver as coisas de tão alto, que o sentimento da personalidade desaparece, de alguma forma, diante da imensidade. Destruindo essa importância, ou tudo ou pelo menos fazendo vê-la como ela é, combate necessariamente o egoísmo. É o choque que o homem experimenta do egoísmo dos outros que o torna, frequentemente, egoísta, porque sente a necessidade de se colocar na defensiva. Vendo que os outros pensam em si mesmos e não nele, é conduzido a se ocupar de si mais do que dos outros. Que o princípio da caridade e da fraternidade seja a base das instituições sociais, das relações legais de povo a povo, e de homem a homem, e o homem pensará menos em sua pessoa quando verificar que os outros nele pensam. Ele sofrerá a influência moralizadora do exemplo e do contato. Em presença desse transbordamento do egoísmo, é preciso uma verdadeira virtude para esquecer-se em benefício dos outros que, frequentemente, não são agradecidos. É, sobretudo, àqueles que possuem esta virtude que o reino dos céus está aberto; àqueles, sobretudo, está reservada a felicidade dos eleitos, porque eu vos digo em verdade, que no dia da justiça, quem não pensou senão em si mesmo, será colocado e lado e sofrerá no abandono (FÉNELON).

Comentários de Kardec:


Empregam-se, sem dúvida, louváveis esforços para fazer avançar a Humanidade; encorajam-se, estimulam-se; honram-se os bons sentimentos mais do que em nenhuma outra época e, todavia, o verme roedor do egoísmo é sempre a chaga social. É um mal que recai sobre todo o mundo e do qual cada um é, mais ou menos, vítima. Para isso, é preciso, pois, combate-lo como se combate uma doença epidêmica. Para isso, é preciso proceder à maneira dos médicos: ir à fonte. Que se procure, pois, em todas as partes do organismo social, desde a família até os povos, desde a cabana até o palácio, todas as causas, todas as influências patentes ou ocultas, que excitam, entretêm e desenvolvem o sentimento do egoísmo. Uma vez conhecidas as causas, o remédio se mostrará por si mesmo. Não se tratará senão de as combater, senão, todos de uma vez, pelo menos parcialmente e, pouco a pouco, o veneno será extirpado. A cura poderá ser demorada, porque as causas são numerosas, mas não é impossível. A isso não se chegará, de resto, senão tomando o mal em sua raiz, quer dizer, pela educação; não essa educação que tende a fazer homens instruídos, mas a que tende a fazer homens de bem. A educação, se bem entendida, é a chave do progresso moral. Quando se conhecer a arte de manejar os caracteres como se conhece a de manejar as inteligências, poder-se-á endireita-los, como se endireitam as plantas jovens. Todavia, essa arte exige muito tato, muita experiência e uma profunda observação. É um grave erro crer que basta ter a ciência para exercê-la com proveito. Todo aquele que segue o filho do rico, assim como o do pobre, desde o instante do seu nascimento e observa todas as influências perniciosas que reagem sobre ele em consequência da fraqueza, da incúria e da ignorância daqueles que o dirigem, quando frequentemente, os meios que se empregam para moralizá-los falham, não pode se espantar de encontrar no mundo tantos defeitos. Que se faça pelo moral quanto se faz pela inteligência e se verá que, se há naturezas refratárias, há, mais do que se crê, as que pedem apenas uma boa cultura para produzir bons frutos. O homem quer ser feliz e esse sentimento está na Natureza. Por isso, ele trabalha sem cessar para melhorar sua posição sobre a Terra, e procura a causas dos seus males, a fim de os remediar. Quando compreender bem que o egoísmo é uma dessas causas, a que engendra o orgulho, a ambição, a cupidez, a inveja, o ódio, o ciúme, que o magoam a cada instante, que leva a perturbação em todas as relações sociais, provoca as dissenções, destrói a confiança, obriga a se colocar constantemente na defensiva contra seu vizinho, a que, enfim, do amigo faz um inimigo, então ele compreenderá também que esse vício é incompatível com a sua própria felicidade e mesmo com a sua própria segurança. Quando mais ele o tenha sofrido, mais sentirá necessidade de combatê-lo, como combate a peste, os animais nocivos e todos os outros flagelos. Ele o será solicitado pelo seu próprio interesse. O egoísmo é a fonte de todos os vícios, como a caridade é a fonte de todas as virtudes. Destruir um e desenvolver o outro, tal deve ser o objetivo de todos os esforços do homem, se quer assegurar sua felicidade neste mundo, tanto quanto no futuro.

Irmãos, que tenhamos sempre a consciência de que conviver com o diferente é a chave do sucesso dessa missão terrena. Que entendamos que somos diferentes uns dos outros, e que cada um só faz conosco aquilo que permitimos que façam. Sendo assim, melindrar-se é deixar que o outro nos incomode, é permitir que as críticas (muitas vezes bem intencionadas) nos firam e nos afastem daqueles que nos querem bem. A Casa Espírita é lugar de reflexão, estudo, aprendizado e irmandade. Que adentremos sempre às suas portas com o coração aberto, sem deixar que os olhos do orgulho e do egoísmo ceguem a visão dos nossos corações.

Paz a todos.

*Rafaela Paes é colunista voluntária do Blog Letra Espírita. Leia outros artigos de sua autoria clicando aqui. 
Tags: Joana de Ângelis

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Esta mensagem chega a você com uma caráter de urgência - 26/10/2017




Posted:2017-10-26 10:56:11 UTC

Esta mensagem chega a você com uma caráter de urgência - 26/10/2017 
Você pode estar fazendo o trabalho espiritual já há muito tempo. Pode ter se dedicado a viver como você sente que o Divino gostaria que você vivesse. Você pode ter mudado a sua dieta e tentado se libertar de muitas áreas de limitação e das falsas crenças que o invadiram. Tudo isto é bom e necessário, amado. E, no entanto, estamos em um momento importante agora, que exige algo mais deliberado, isto é, o alinhamento com a luz no corpo e na consciência, de modo que as energias que frustram e enganam aqueles que buscam a luz não consigam encontrar um ponto de apoio em você.
O alinhamento com a luz é uma prática espiritual e um modo de vida. É uma prática no sentido de liberar tudo o que é negativo como uma energia dentro de você e entregá-lo a Deus. Isto requer atenção deliberada em uma base diária e, com frequência, a cada hora.
No entanto, é mais do que isto. Alinhar-se com a luz também envolve a clara compreensão de onde você reconhece que está o seu próprio centro moral, e quais são os valores do seu coração. São estes valores que as correntes das trevas que agora circulam na Terra e em nossa nação estão tentando corromper, de modo que aqueles que buscam o amor como um princípio definidor da vida, perdem de vista o fato que está faltando agora, em muitos lugares.
Você pode pensar que entende o que é o amor e quando ele está presente. Entretanto, as energias obscuras funcionam de maneiras muito sutis para fazer com que você esqueça o que já sabe, que opere a partir de uma perspectiva menos do que moral, porque parecia bem fazer isto. Não está certo, amado. Não é certo.
Esta mensagem chega a você com uma crescente sensação de urgência, porque a luz se expandiu na Terra de forma significativa e as forças da oposição estão procurando evitar a sua expansão e, de fato, causar uma inversão do que já ocorreu. Isto não pode ocorrer em seu ser mais profundo, nem no ser mais profundo da Terra, pois a alma de cada um é inviolável e eternamente santificada. Mas pode acontecer em sua consciência. Sua consciência pode deixar ir o que deveria sempre manter, ou seja, o seu próprio senso do que é certo.
Como um antídoto para as crescentes correntes da oposição neste momento, nós lhe pedimos que se apegue ao amor em todas as situações como a única e mais importante parte de sua vida, de seus relacionamentos e modo de ser. Não há nada mais poderoso no universo do que o amor se a ele nos apegamos. Se o deixamos ir, ou permitimos que ele diminua em sua importância, tornamo-nos vulneráveis às forças que nos moveriam em uma direção distante do amor. Portanto, amado, apegue-se ao amor. Permita que a sua vida seja uma expressão crescente de amor. Deixe que o seu coração e os seus relacionamentos reflitam isto. É através da firmeza em relação ao amor que você será capaz de manter a maior quantidade de luz em seu corpo, e é isto que é necessário neste momento perigoso.
Nós o abraçamos, nós lhe enviamos bênçãos de todas as Forças da Luz enquanto você atravessa este tempo com a eterna mensagem de que estamos com você.
Com o mais profundo amor e gratidão,
Aqueles que servem à Luz.
Fonte: Julie Redstone – http://lightomega.org
Tradução: Regina Drumond

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Guiai-vos pela fé no Cristo




Irmãos brasileiros!

O Cruzeiro vos protege! Das Regiões Sublimes, ele irradia Luz Divina, mantendo inalterada a destinação desse povo como nação Coração do Mundo, Pátria do Evangelho.

A podridão que se derrama dos ductos enegrecidos é a limpeza necessária pela aceleração da Transição Planetária.
O Astro Intruso encontra-se em posição de influência intensa no íntimo das almas dos seres, obrigando a criatura a despir-se de suas máscaras.

Os Alicerces de Luz sustentarão o povo preparado para receber a multidão de irmãos de humanidade que encontrarão abrigo e segurança nos Portais do Brasil. Cada ser estará no lugar predestinado, de acordo com o seu merecimento.

Não julgueis que a salvação será manter-se vivo em corpo físico. A salvação da alma é a sua libertação transformada pelo Evangelho do Cristo.

O ódio, a maldade e a violência campeiam entre vós, ceifando prematuramente muitas vidas. No entanto, cada um receberá da vida de acordo com aquilo que ofereceu de si, em prol da vida.

Os Potentados do Cristo, seres iluminados que vivem pelo amor, abeiram-se de vós, irmãos da Terra, concitando-vos à prática do bem, à renovação do amor ao próximo, ao fortalecimento da fé, pois as tormentas se multiplicam e todos sentirão as turbulências das correntezas nefastas que percorrem o planeta.

Brasileiros, tomai para vós as rédeas do vosso destino, evitando a sintonia com os rebeldes. Elevai vosso pensamento acima do mar revolto e, em preces súplices ao Criador, mantende-vos equilibrados e corajosos, agindo em conformidade com as Leis de Deus, garantindo que a paz reverbere de vossos corações e ao vosso redor.

Não aguardeis da justiça humana a paz e o equilíbrio para a sociedade. Guiai-vos pela fé no Cristo, que conduz a todos.
Armai-vos da espada da esperança, do escudo da fé e segui corajosos, destemidos, perdoando e amando como Jesus nos ensinou.

Cada criatura receberá da vida aquilo que doou de si em prol da vida.

Jesus vos abençoe.

O Brasil é dos brasileiros!

Salve, Jesus!

Ismael
Anjo Guia do Brasil

GESH – 15/09/2017 – Vitória, ES – Brasil

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Somente o Amor vos libertará!




Filhos amados do Meu Pai!

A Terra agoniza, e não é pelas Leis Naturais da Evolução. Suas dores provem dos maus tratos causados por vossas ações destituídas do amor aos bens da Criação.

O sofrimento também ocorre entre vós, seres humanos, que igualmente desprovidos do amor ao próximo, vem negligenciando a mais sublime Lei, a do Amor. 

"Amai ao próximo como a si mesmo, fazendo a ele aquilo que gostaríeis que vos fosse feito".

Irmãos, o Amor é Lei Universal do Criador e quando aprenderdes a amar sem exigências ou condicionamentos, estareis prontos para alcançar dimensões superiores.

Não vos julgueis os eleitos, aqueles que alcançaram a compreensão e entendem o porquê das transformações. Àquele que muito sabe, muito será cobrado e a dor é uma visitante que está presente em todo o Planeta e deveis, irmãos Meus, aliviar o sofrimento do próximo, agindo em conformidade com as Leis Maiores. Não vos deixeis subjugar pelas sensações materiais. Desligai-vos de tudo aquilo que possa vos reter, mais uma vez, nas dimensões de sofrimentos.

Amai! Perdoai!

Auxiliai de todas as formas que puderdes aos mais carentes!
Eu Sou Aquele que vem até vós alertar-vos da necessidade urgente da transformação de vossas almas à luz do Amor, pois somente o Amor vos libertará!

Eu Sou Jesus, vosso Irmão!
 
Jesus de Nazareth
GESH – 06/05/2017 – Reunião de Diretoria – Vitória, ES – Brasil

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Não estacionem vossas mentes



Salve Jesus!
Irmãos, a Doutrina Espírita não é uma doutrina estagnada. O que foi dito não é a palavra final. Todos aqueles que comigo colaboraram para que a Terceira Revelação estivesse entre nós, ainda hoje trabalham, até hoje instruem e estudam na Seara.
Então eu convoco todos aqueles que professam a Doutrina dos Espíritos, que não estacionem suas mentes nos estudos que foram válidos, mas que avancem, porque se o mundo progrediu, se o mundo material recebeu novas descobertas, novos ensinos, porque seríamos nós, espíritas, que acreditamos na comunicação do invisível, que recebemos orientações e mensagens de seres iluminados, que estagnaríamos nossas mentes?
Espíritas, quando vos dissemos: instruí-vos, não dissemos que vos acomodásseis nas glórias das mensagens. Dissemos que abrísseis vossas mentes para novos estudos, que retirásseis os paradigmas que estacionam a mente humana.
Quando chega um fato novo, não deve o estudioso colocar barreiras, mas deve investigar, estudar, sem rejeitar, porque se eu rejeitasse tudo aquilo que me foi trazido, hoje não estaríeis aqui reunidos.
As descobertas sempre vêm de dentro para fora, porque o potencial humano está dentro de si e, não, fora. Portanto já passamos da era em que precisávamos de fenômenos para se acreditar. Hoje, o homem avançou intelectualmente e já avançou em conhecimentos para precisar de fenômenos externos que fortaleçam sua fé. Ela só se fortalecerá através dos estudos e do desprendimento.
Desse modo, mais uma vez vos digo: instruí-vos! Uni-vos num único propósito! O espiritismo é um só; no entanto quereis criar barreiras, segmentos, divisões e quando há muitos caminhos a seguir, o homem confuso não consegue encontrar a verdadeira Luz da sabedoria.
Existem os mundos Intraterrenos e mundos Extraterrenos. Se eles vieram a público é porque a Espiritualidade Superior viu que havia na Terra possibilidade desse conhecimento avançar.
Não vos apegais aos raciocínios cristalizados que não querem ver o avanço da humanidade.
Todos aqueles que desejam progredir tem que deixar para trás o atraso, os sectarismos, as velhas formas. Já passastes por isso e, no entanto, ainda estais aqui. Portanto, é estudando e avançando, fortalecendo na fé que todos dareis o passo para a vitória, que é um mundo melhor de paz, amor e regeneração.
Deus é nos abençoa, Jesus nos guia e os Mestres nos acompanham.
 
Allan Kardec
GESH – 10/05/2017 – Jacaraipe – Serra, ES – Brasil

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Os Seres Negativos se unem em uma única força!



Salve Jesus, salve a força, salve a Luz!

Irmãs, quem vos fala neste momento é Ismael.


Estamos convocando todos os Núcleos de Luz na terra do Cruzeiro (Brasil), porque várias hordas de seres negativos estão se unindo em uma só força: Draconianos, Serpentes e Vampiros, todos aqueles que estão ligados à Besta juntaram-se, deixando de lado suas diferenças, porque já perceberam que separados são fracos, porém unidos são fortes. Os Reptilianos, em consórcio com a Besta, percorreram todos esses núcleos das Trevas e conseguiram formar um grande grupo intencionando derrubar o Cruzeiro.

Infelizmente, o povo do Cruzeiro não está percebendo o momento que se avizinha no plano físico. Mas o Exército da Luz sabe que a terra do Cruzeiro é muito mais que acredita ser o seu povo, porque este ainda não percebeu a força que teria se estivesse unido à mente do Mestre Jesus, que tem nessas terras a Sua jóia mais preciosa.

Cada Núcleo de Luz e guias espirituais dos países deste planeta estão unindo seus exércitos em nome do Cristo Planetário, porque bombas armadas no astral em forma de vírus, bactérias, armadilhas para detonarem governos e quedas morais, estão tentando fazer com que tudo ocorra num só levante, enfraquecendo as reações dos habitantes da Terra. E a terra do Cruzeiro está inserida nessa insurreição. Não podemos dizer quando e como ocorrerá, mas tudo será sentido, abalando a fé dos fracos, fazendo-os duvidar que Deus está no comando e que a Luz a tudo dirige.

Foi dado o alerta!

Estejais preparados e a postos com vossas espadas de Luz.

Que a Luz esteja conosco!
 
Ismael
Guia Espiritual do Brasil
GESH – 18/03/2017 – Vitória, ES – Brasil