Alegria sempre em nossos corações . . . Muita Paz Saúde Luz e Amor .... Alegria sempre em nossos corações  Muita Paz Saúde Luz e Amor

terça-feira, 6 de maio de 2014

Refúgio Espiritual





Meus irmãos

Não adianta subterfúgios. Ninguém ludibria essas leis.

Na Terra, quando encarnados, costumamos desculpar nossas fraquezas, aproximando-nos de filosofias que as justifiquem, mesmo através de conceitos errôneos, intimamente conhecidos, mas que podem esconder aos olhos físicos, nossas mais dolorosas feridas.

Mas, quando se deixa o corpo de carne, passando pela laje fria que guarda a veste a se decompor, a realidade se nos mostra a todos tal qual somos, sem que consigamos, por mais que tentemos, esconder nossas faltas pois na realidade cada um se vê a si mesmo, impelindo-nos a reconhecer que somos exatamente aquele que não queríamos admitir.

A realidade da vida após a morte surpreende, liberta, atormenta ou martiriza, dependendo do que o indivíduo tem a apresentar em matéria de comportamento moral, renúncia, trabalho e sacrifícios empreendidos na jornada física.

Surpreende, na medida em que encontra despreparado, uma leva de criaturas que nunca se preocupou com a grandiosidade da vida e sua continuidade no Além.

Liberta as almas resignadas, que com dignidade sofreram nesse mundo de provas, aproximando-as dos planos celestiais, devolvendo as esperanças acalentadas no íntimo de cada um.

Atormenta porque o inferno criado na negação insistente de Deus, Criador de todas as coisas, tendo o nada como ideologia maior, lança o espírito no precipício vazio do Nada, em queda vertiginosa de duração indefinida, até que, chegado o momento adequado se lhe chegue o socorro do Pai, tantas vezes negado.

Enfim, martiriza, porque a violência e o crime só ficam impunes perante as falhas Leis Humanas, mas nunca à Lei Divina. E enquanto houver na Terra, insaciados colaboradores da obra do mal, em contrapartida, haverá nos arredores, verdadeiros infernos morais, a deixar suas vítimas em sofrimentos terríveis, para que se redimam os culpados no martírio da aflição indefinida.

Portanto irmãos, que vivam com Jesus, pois só o Mestre mostra com Seus Ensinamentos Sublimes, o Caminho da Redenção aberto a qualquer um de nós, que queira sinceramente seguir os Seus Passos.

Tomemos portanto nossa cruz e sigamos em Paz.

Josué

GER/GESH – 16/05/1985 – Vitória, ES – Brasil